SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
CATADORES DE MATERIAL RECICLÁVEL E SEU PAPEL NA POLÍTICA DE RESÍDUOS SÓLIDOS
junho 7th, 2015 by Magdalves

Um dos primeiros compromissos sociais que assumi foi com pessoas em situação de rua, muitas das quais, no final da década de 70 sobreviviam do que conseguiam recuperar dos “restos da cidade”.  Trabalhadores dispersos, muitos dos quais sem moradia e que deitavam-se à noite em suas carroças pois ao mesmo tempo em que esta substituía a cama que não tinham, ali ficavam em vigília para que não fosse roubada. Acompanhando o trabalho feito pela OAF – Organização Auxílio Fraterno, assisti o surgir de um embrião de organização que foi a Associação dos Catadores de Papel e Papelão da Baixada do Glicério.

Vinculada ao Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos, de cuja direção participei durante alguns anos, vimos nascer uma segunda articulação que foi a Associação dos Catadores de Papel e Papelão da NIOAC.  A falta de apoio da sociedade, que ainda não os via como um suporte à cidade, levava a situações de repressão e violência que levava-nos a enfrentar em nome dos Direitos Humanos.

A cidade de São Paulo, governo Luiza Erundina entre 1989 e 1992, foi uma das primeiras a buscar conhecer melhor esta realidade e a buscar parcerias que permitissem o crescimento desta atividade profissional. Surge assim a COOPAMARE – Cooperativa dos Catadores de Papel e Papelão.

Hoje a realidade dos catadores é parte da história da atual Política de Resíduos Sólidos do município, do estado e do país.

Acompanhar esta luta por mais de 30 anos levou-me a buscar aprofundar meus conhecimentos nesta área e isso foi feito numa proposta de Pós Doutorado construída junto à PUCSP.  Neste caminhar, produzi alguns textos que podem ser acessado através da sinopse temática e acesso aos textos, item resíduo sólidos.

 


Leave a Reply

http://mmaconsultoria.com/?page_id=2291You must be logged in to post a comment.

»  Substance: WordPress   »  Style: Ahren Ahimsa