SIDEBAR
»
S
I
D
E
B
A
R
«
PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA E SEUS CÃES
set 14th, 2018 by Magdalves

As pessoas em situação de rua são frágeis, em especial se analisarmos suas relações afetivas e familiares. Os motivos que fizeram com que chegasse a essa situação, no geral, causam uma perda de autoestima e levam à desconfiança de tudo e de todos.

Se ficam sozinhos, ficam fáceis de serem atacados e o medo e a busca de segurança os leva a um comportamento de bandos.

Os bandos, geralmente, são formados por pessoas de todos os tipos e, ao mesmo tempo em que há aqueles em quem se pode confiar, há outros que exijam que fiquemos de olhos bem abertos.

Ele é meu irmão, ouvimos algumas vezes, e esta irmandade é explicada: não nascemos do mesmo pai, nem da mesma mãe, mas a gente passou fome e sede juntos, apanhou da polícia junto, passou frio junto e isso constrói uma relação que é para sempre.

Mesmo tendo estes “irmãos”, as pessoas em situação de rua carecem de onde colocar seu afeto e seu carinho. E é aí que começam a cuidar de animais que encontraram perdidos nas ruas da cidade.

O texto integral você encontra em   http://mmaconsultoria.com/?page_id=3081&preview=true

DEMOCRACIA, ELEIÇÕES E POPULAÇÃO DE RUA
ago 31st, 2018 by Magdalves

Enganam-se aqueles que pensam que pessoas em situação de rua não tem interesses quando dos pleitos eleitorais. Eles discutem as propostas dos candidatos, posicionam-se e votam de acordo com isso. Sim, meus senhores, a maioria da população de rua é eleitora e tem seus títulos regularizados.

Se você quiser conhecer as demandas que eles apontam, veja o texto integral que você encontra em: http://mmaconsultoria.com/?page_id=3075&preview=true

NOTA DO MNPR-SP – CHEGA DE IMPUNIDADE: O MNPR EXIGE UMA RESPOSTA
ago 14th, 2018 by Magdalves

Neste dia 19 de agosto, o MNPR-SP estará fazendo um Ato simbólico na Praça da Sé exigindo das autoridades uma resposta a estas situações.

Políticas sociais de enfrentamento a estas situações precisam ser criadas com urgência e respostas dadas à sociedade.

Segundo o Mapa da Violência, publicado pelo Instituto Igarapé em 2016, nosso país está em primeiro lugar num ranking vergonhoso no mundo já que aa quantidade de homicídios ocorridos no Brasil (62.517) é pouco maior do que aquela que ocorre em outros  154 países do mundo (62.337) e precisamos criar políticas que respondam a isso.

O texto integral da Nota você encontra em   http://mmaconsultoria.com/?page_id=3069

»  Substance: WordPress   »  Style: Ahren Ahimsa